sexta-feira, 4 de junho de 2010

Metro renova estações e esquece Praça de Espanha


por DANIEL LAM - 04/06/2010 - DN Portugal
Metro renova estações e esquece Praça de Espanha

Obras já decorrem no Areeiro, seguindo-se depois Arroios, Anjos e Intendente. Para a Linha Azul não há intervenções previstas

O Metropolitano de Lisboa (ML) já deu início às obras no Areeiro, inseridas no plano de remodelação das estações que ainda mantêm o visual antigo, escuro e sombrio. Mas deixou fora desse plano a estação Praça de Espanha, a única da Linha Azul - liga Santa Apolónia a Amadora Este - que ainda não recebeu qualquer intervenção para melhorar profundamente a sua imagem.
Existente desde que o metropolitano foi inaugurado, em Dezembro de 1959, a estação Praça de Espanha encontra-se suja e escura. Os tectos deixaram de ser brancos e estão enegrecidos. O sistema de iluminação é antigo e muitas lâmpadas estão desligadas, tornando a estação ainda mais escura. A parte mais degradada situa-se no lado do acesso ao Instituto Português de Oncologia (IPO).
A estação Praça de Espanha precisa, no mínimo, de um refrescamento como o que foi efectuado há cerca de um ano na Avenida. Embora a intervenção efectuada tenha sido ligeira, a estação ficou a ganhar muito, com o novo mobiliário - bancos a papeleiras - e um sistema com iluminação mais intensa, que contribuiu para tornar aquele espaço menos sombrio e escuro. Os pequenos azulejos das paredes, que estavam bastante sujos, foram limpos e ficaram muito mais claros e coloridos.
No mesmo ano também foi remodelada a estação S. Sebastião, que recebeu novos painéis de azulejos e um sistema de iluminação, dando mais vida a esta estrutura subterrânea.
Tendo em conta que todas as outras estações da Linha Azul já têm intervenções artísticas, o DN perguntou à administração do ML quando será remodelada a Praça de Espanha. Mas os responsáveis da empresa pública responderam que só estão previstas obras de remodelação para a Linha Verde, que estabelece a ligação entre Cais do Sodré e Telheiras.
Explicaram que a estação Areeiro já está em obras para prolongar o cais e passar a ter capacidade para comboios de seis carruagens. Os trabalhos, que incluem a construção de um átrio a sul e a reformulação geral do revestimento, devem ficar concluídos em 2012.
As outras três estações da Linha Verde que ainda mantêm o visual antigo também vão receber obras de remodelação, embora o ML ainda desconheça quando começam os trabalhos e não consiga prever quando terminarão.
Em Arroios também será necessário prolongar os cais. Para Anjos e Intendente só está planeado o "refrescamento" das estações.

Nenhum comentário:

Postar um comentário