segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Lisboa: Estação fluvial de Sul e Sueste vai ser reinaugurada em 2012

10/11/2010 0 - Carris

A estação fluvial de Sul e Sueste, também conhecida como a do Terreiro do Paço, vai ser reinaugurada em Julho de 2012. Segundo o Público, a obra está a cargo de Ana Costa, neta de Cottinelli Telmo, arquitecto que projectou o edifício a pensar em quem atravessava o Tejo.

"Todo o corpo de obra é a antiga estação, que está a ser reconstruída na íntegra. Só estamos a acrescentar um volume de frente de rio, longitudinal, que servirá as unidades de passagem e de embarque. É uma intervenção muito pacífica. O gesto arquitectónico é da época, à excepção de uma nova construção, para oriente, para uso dos serviços técnicos da Transtejo", referiu Ana Costa.

A obra, que contará com um investimento de cerca de 26 milhões de euros, deverá ter o interface com o Metro operacional em Abril de 2011, embora, segundo informação da Transtejo, o projecto na sua totalidade só esteja concluído em Julho de 2012.

A Câmara Municipal de Lisboa também já preparou um esquema de paragem e circulação de transportes públicos e particulares na zona, de modo a facilitar as deslocações dos cidadãos.

“Todos os elementos que davam escala aos edifícios, os gradeamentos interiores, as lanternas típicas dos anos, tudo, segundo os desenhos originais do meu avô, serão repostos", garante a arquitecta.

No entanto, a gare manterá os serviços antigos, uma zona de comércio, a zona de comando da estação e uma pequena sala VIP. Numa outra zona, haverá um grande átrio, que garantirá o acesso ao metro.

De salientar que Ana Costa tem em mãos o projecto de reabilitação da gare desde 2001. “São 40 mil passageiros por dia a desembocar ali, numa obra do Metropolitano de Lisboa, que no seu interior permite acesso à Linha Azul do metro, criando um importante interface de transportes públicos que servirá os utentes das travessias do Tejo (Montijo, Seixal e Barreiro), explica o Público.

Em tempos, esta travessia chegou mesmo a ser considerada a mais importante, em termos europeus, pelo fluxo de passageiros movimentados entre as duas margens de rio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário