quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Odebrecht sai da rodovia para entrar no trem

14/12/2010 - Portugal Digital

O grupo brasileiro Odebrecht vendeu à Ascendi, por 126 milhões de euros, participações em quatro auto-estradas portuguesas, para investir nos projectos do TGV (Trem de Alta Velocidade), na plataforma do Poceirão e na concessão do Baixo Tejo.

A Ascendi é controlada pela construtora portuguesa Mota-Engil e pelo Banco Espírito Santo. Com esta operação, a Odebrecht, que detém a construtora Bento Pedroso, aliena as participações nas auto-estradas da Costa de Prata, Norte, Beiras Litoral e Alta e Grande Porto.

Estas alienações são feitas no âmbito da reestruturação do seu portfolio de investimentos em Portugal, permitindo-lhe, simultâneamente, centrar-se nos projectos infra-estruturantes em desenvolvimento no País, designadamente nos sectores rodoviário, ferroviário e parques logísticos”, anunciou a empresa em comunicado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário