sábado, 6 de maio de 2017

Governo não confirma, para já, quatro novas estações de metro em Lisboa

05/05/2017 - Diário de Notícias


Ministério do Ambiente corrigiu informação que dava conta de que, até 2022, abririam quatro novas estações de metro em Lisboa

Esta sexta-feira, o Ministério do Ambiente começou por informar que a rede do Metropolitano de Lisboa iria ter mais quatro estações até 2022 - Estrela, Santos, Campolide e Amoreiras -- num investimento de 684 milhões de euros.

Em comunicado, o Ministério adiantava que nos próximos cinco anos "serão acrescentados mais quatro quilómetros à rede em exploração e criadas quatro novas estações (Estrela, Santos, Campolide e Amoreiras)" e que será construída uma ligação pedonal subterrânea entre a futura estação das Amoreiras e o bairro de Campo de Ourique.

"Inseridas em zonas densamente povoadas, é esperado, com estas novas estações, o incremento de 12 milhões de passageiros", lê-se no documento.

Porém, pouco tempo depois, uma segunda nota do Ministério do Ambiente, recuava na informação. Na nova versão, o Ministério informa que, em 2017, está prevista a ampliação do cais da estação de Arroios e a reabilitação das instalações, nomeadamente das escadas mecânicas da estação Baixa-Chiado. Já sobre 2022, o comunicado informa apenas que a rede de metro será aumentada e serão construídas novas estações, sem entrar em detalhes.

Afinal, o metro de Lisboa pode não ter quatro novas estações

Na segunda-feira, dia 8, o ministro do Ambiente preside à sessão de apresentação do plano de desenvolvimento operacional da rede do metropolitano de Lisboa. Nesta sessão, que terá lugar na Estação de S. Sebastião II, serão apresentados os investimentos a médio e curto prazo previstos para a rede do metropolitano de Lisboa e, ao que tudo indica, só então ficará esclarecida a informação sobre as novas estação do metropolitano na capital.

Nenhum comentário:

Postar um comentário