quinta-feira, 20 de julho de 2017

Loures entrega petição no parlamento para exigir expansão do metro ao concelho

19/7/2017 - Observador

A Câmara Municipal de Loures vai entregar na quinta-feira no parlamento uma petição, com mais de 25 mil assinaturas, para reivindicar a expansão do metro às cidades de Loures e Sacavém.

A petição foi lançada no dia 1 de junho, em formato online e papel, e recolheu até esta quarta-feira mais de 25 mil assinaturas.

MIGUEL A. LOPES/LUSA

A Câmara Municipal de Loures vai entregar na quinta-feira no parlamento uma petição, com mais de 25 mil assinaturas, para reivindicar a expansão do metro às cidades de Loures e Sacavém, foi anunciado esta quarta-feira pela autarquia.

A petição foi lançada no dia 1 de junho, em formato online e papel, e recolheu até esta quarta-feira mais de 25 mil assinaturas.

No documento, a Câmara Municipal de Loures e a população do concelho exigem a concretização da extensão do Metropolitano para o concelho, através da criação de estações em Santo António dos Cavaleiros, Loures, Infantado, Portela e Sacavém.

Em declarações à agência Lusa, o presidente da Câmara Municipal de Loures, Bernardino Soares (CDU), congratulou-se com o “êxito desta iniciativa” e manifestou-se otimista quanto a um possível alargamento da rede do metropolitano ao concelho.

Esta dimensão em tão pouco tempo mostra que a reivindicação que temos feito é amplamente sufragada pela população do concelho de Loures. Não é mais possível ignorar as necessidades de expandir o metro”, afirmou o autarca.
Bernardino Soares explicou que uma das cópias da petição será entregue na Assembleia da República e a outra ao Governo.

Tendo em conta o número de assinaturas, a petição está em condições de ser discutida em plenário da Assembleia da República. Esperamos que isso seja feito o mais rapidamente possível”, atestou.

Um dos argumentos utilizados pela Câmara Municipal de Loures é que uma ligação de metro entre esta cidade e a de Lisboa iria contribuir para descongestionar o tráfego automóvel que entra todos os dias na capital.

As reivindicações da Câmara Municipal de Loures surgem na sequência do anúncio que foi feito em maio pelo Governo de que o Metropolitano de Lisboa iria ter mais duas estações até 2022 – Estrela e Santos, estando previstas também estações nas Amoreiras e em Campo de Ourique, embora nestes dois casos sem uma data prevista de conclusão.

De acordo com o plano de desenvolvimento operacional da rede, está previsto o prolongamento da Linha Amarela do Rato ao Cais do Sodré, com duas novas estações na Estrela e em Santos.

O custo desta obra é de 216 milhões de euros, com recurso a fundos comunitários e a empréstimo no BEI – Banco Europeu de Investimento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário